Music Monday

em 18 de novembro de 2019


Encerrando nosso trio de posts falando sobre a Hella Mega Tour, hoje temos os caras do Green Day e seu mais novo lançamento.
Pra quem está perdido, a Hella Mega Tour é a turnê conjunta que as bandas Green Day, Fall Out Boy e Weezer irão fazer juntos em 2020. Como eu gosto muito de todas essas bandas e por essa novidade ter sido um 'boom' no mundo do rock a cada semana estou compartilhando no Music Monday os lançamentos que cada uma delas também lançou juntamente com o anúncio dessa turnê.
O Green Day estreou o single “Father of All Motherfuckers”, faixa título de seu novo disco. O álbum chega as lojas em fevereiro de 2020. Com um vídeo clipe ao estilo Glam Rock que conta com várias imagens que não dialogam entre si e que apesar da ausência de contexto, elas têm algo em comum: todas expressam movimento, revolta, paranóia, histeria e caos.
A música pode soar estranha para os fãs da banda, pelo menos nas primeiras ouvidas. Com muito efeito na voz de Billie Joe o som lembra um glam rock ou algo do tipo. Uma música de festa mesmo! 
Em recente entrevista para a Kerrang! a banda disse algumas coisas importantes para entendermos essa nova fase, sobre o título do álbum/single:

Father Of All Mother Fuckers é um título ousado…

"Seja ousado!" Vem a resposta rápida de Billie Joe. "Seja corajoso!"

(...) o Green Day começou a explorar coletivamente coisas que nunca haviam experimentado antes "com ritmos e criando espaço entre vocal e bateria". Foi uma parceria que adicionou novas camadas e ensinou à banda novas maneiras de abordar seu ofício.

“Você quer voltar e fazer a mesma coisa de sempre?” - Medita Tré na mentalidade dos fãs saindo da Revolution Radio e entrando no Father Of All Mother Fuckers. "Não queremos fazer o que todos esperam que façamos, por isso foi meio travessura e divertido. Essa foi a conclusão.”

"Há uma linha muito fina enfiando a agulha para nós, porque queremos experimentar coisas novas, mas sempre queremos garantir que seja o Green Day absoluto, sabe?", Diz Billie Joe. "É uma linha muito fina - inteligente e estúpida (risos). Mas o credo do Green Day é travessura, não importa o quê. Nós sempre caímos na brincadeira e queremos foder com as pessoas... a ponto de ser abusivo! ”Ele brinca enquanto Mike e Tré riem ao seu lado.

E embora as músicas nunca sejam superadas por 26 minutos de Father Of All Mother Fuckers, as esperanças do Green Day para o álbum - e o que os fãs tirem dele - são profundas e duradouras.

"Liberdade", por um lado, é o principal objetivo de Tré.

"Liberdade, totalmente", afirma Billie Joe. “Liberdade de dançar. Acho que esse será um dos discos mais difíceis que já fizemos, o que significa que o som é difícil. Mas não tentando recriar o Insomniac ou algo assim. É apenas diferente, e isso, para mim, é super emocionante.”

"É emocionante pra caralho", concorda Mike. "Estou pronto para estragar tudo (risos). Vai ser divertido. Nós queremos sair e nos divertir muito, curtir nossa turnê e curtir nossa vida nesses tempos absolutamente caóticos que temos agora. De qualquer maneira, estamos perdendo a cabeça - é melhor sairmos fazendo um grande barulho.”

"Eu acredito firmemente que o Green Day é a banda mais malvada do planeta, então é com isso que estou animado", diz Billie Joe, "e acho que é isso que realmente aparece no novo álbum." 

Depois dessa entrevista dá pra perceber onde eles querem chegar com esse novo som, mesmo sendo diferente de início é sim Green Day, um Green Day divertido e que com mais algumas ouvidas na música tudo se encaixa e só queremos curtir.
O clipe também é bem animado, eu particularmente adoro essa coisa glam e amei o figurino dos caras.

"Eu acordei com uma mensagem de amor
Sufocando com uma fumaça de cima
Estou obcecado pelo veneno e por nós
Que bagunça, porque não há ninguém para confiar
Huh-uh, venha, querida
Huh-uh, conte sua grana
Huh-uh, o que é tão engraçado?
Há um tumulto vivendo dentro da gente
Eu tenho paranoia, amor
E é tão histérica
Pirando sob pressão
Procurando por um milagre
Huh-uh, venha, querida
Deitando em uma cama de sangue e dinheiro
Huh-uh, o que é tão engraçado?
Somos rivais no tumulto dentro da gente
Estou impressionando com a presença de ninguém
Estou possuído pelo calor do sol
Se apresse, porque estou criando uma confusão
Cruzando os dedos, porque não há ninguém para confiar"



Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Twitter

Siga a banda no Instagram

Apoie a cena!

Museum Of Me & Caffeine

em 12 de novembro de 2019


No Shopping Mueller aconteceu recentemente o Museum of Me - Um mergulho em sua alma digital. Essa exposição apresenta uma viagem nas postagens do Instagram e Facebook, em um cubo com efeito caleidoscópio, formado por vários displays e espelhos. Basta inserir o username do Instagram e em segundos a história de cada usuário será exibida, em forma dinâmica, ao longo de um minuto e meio, onde cada pessoa ficará imersa em seu mundo virtual. As fotos aparecem e somem nos displays, acompanhadas de comentários, hashtags e localizações.
Eu e a Carol achamos um máximo e fomos ver como realmente é. Esse cubo em forma de caleidoscópio é muito bonito, mas ficamos meio frustradas por ser muito rápido e porque apenas é mostrada fotos mais recentes. Seria muito mais legal se pudéssemos ver fotos antigas, das quais nem lembramos mais, pra poder reviver aquilo. Por isso essa parte deixa bastante a desejar. É mais bonito e tecnológico do que qualquer outra coisa.




O efeito que dá é muito legal!



Essa experiência já passou por algumas cidades e ficou em Curitiba até o dia 7 de novembro com entrada gratuita. Esse post era pra ter sido publicado bem antes, mas não deu certo :(



Carol e suas fotos incríveis, acompanhe o trabalho dela @carolbouard ♥


Depois disso fomos tirar algumas fotos no Largo da Ordem, eu adoro andar por lá, é um bairro super urbano com grafites muito legais e coloridos! E também fomos conhecer o café Caffeine. Esse lugar chamou a atenção de muitas pessoas e 'viralizou' na internet após a dona fazer um post de desabafo, contando que as coisas não vão bem, que eles tem poucos clientes e muitas dívidas, que esse é o sonho dela e do marido... Enfim, foi um post que bombou muito aqui em Curitiba e muitas pessoas se sensibilizaram com isso. 
Pra ajudar e pra conhecermos o lugar eu e a Carol fomos tomar um cafézinho lá. O lugar é pequeno, mas muito bonitinho. Não tem muita opção de comida, mas a empanada, o cookie vegano e o cappuccino são bem gostosos. Vale a pena prestigiar e tudo isso também serviu pra valorizarmos mais os negócios locais.






Meu Look
Calça: Frame denim
Camiseta: Highlight Sounds
Jaqueta: Billie Brothers
Tênis: All Star





O Caffeine Café fica na Rua Trajano Reis, 115 - São Francisco
Funcionamento de terça a quinta, das 13h às 21h
Sexta, sábado e domingo, das 14h às 22h

Foi um domingo de passeios calmos, mas bem gostoso! ♥

Music Monday

em 4 de novembro de 2019


Como eu já havia comentando nesse post, as bandas Green Day, Fall Out Boy e Weezer farão uma turnê juntos no ano que vem, é a Hella Mega Tour. No post anterior eu comentei sobre o lançamento do Fall Out Boy, hoje vou comentar sobre as novidades do Weezer!
Weezer é uma banda que lança muita música em pouco tempo o que é ótimo para os fãs. Eu fico pensando em quanta criatividade Rivers Cuomo não tem heim? Ele é incrível.
Além da turnê, eles anunciaram um novo álbum chamado Van Weezer, e também o vídeo para a música “The End of the Game”, primeira inédita do disco. O clipe mostra uma festa cheia de jovens e uma criatura bem esquisita. A sonoridade traz elementos do metal, que devem estar presentes por todo o álbum que chega as lojas em maio de 2020. 
O vocalista Rivers Cuomo falou sobre o novo trabalho:

“É tipo o Blue Album mas com mais riffs... Riffs de metal, de hard rock. Mas ainda é um pop rock bastante chiclete”.

Ele ainda explicou de onde veio a ideia de um álbum com mais guitarras:

“Em nossos shows, percebemos que nos últimos anos a plateia pirava quando eu fazia algum solo, um tapping, ou um whammy. O público adora esse tipo de coisa. Então começamos a fazer mais e mais. E de repente estávamos destruindo a guitarra durante o show todo. Então precisávamos fazer um álbum nesse estilo”.

Eu gostei da música, a voz do Rivers é inconfundível, então mesmo que tenha um toque de metal e muita guitarra é impossível não perceber que estamos falando de Weezer. O clipe é engraçadinho, vale assistir! 

"Hey Suzy, por onde você andou hoje?
Estou te procurando em todos os lugares
Nenhum sinal de você quando acordei
Estou em uma ilha sem sol
Sinto que te conheço a minha vida toda
Você me fez chorar como quando o Aslan morreu
Agora, você se foi
A melodia não consegue te encontrar
Estou incompleto sem você
Acho que chegamos ao fim do jogo
Sei que você iria aumentar esta música
Fazendo air-guitar com seus fones de ouvido
Nós curtimos os mesmos tipos de melodias
Aquelas que te trazem para perto de mim
Eu era o Mick e você era a Marianne
Você fazia a harmonia quando eu me sentia mal
Mas agora, você se foi
Eu sou o seu preferido ou sou o seu caretão?
Com todos esses extremos que eu passo
Tudo que eu quero é ser querido por você
Tudo que eu quero é ser querido por você"

© Hey I'm With The Band | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.