Cine Passeio

em 24 de novembro de 2020


Depois de muitoooo tempo sem ir ao cinema, dia 01.11 eu e o Giordano fomos no Cine Passeio. O Cine Passeio é um cinema de rua muito bonitinho, além de assistir aos filmes você também pode tomar um café e também passear pelo prédio que é muito bonito. O lugar reabriu para sessões de cinema a pouco tempo e tem algumas partes que ainda não é possível visitar, como o terraço :(
Eu já fui algumas vezes lá, como já postei aqui, aqui e aqui. Já o Giordano até então nunca tinha ido, mas ele adorou hehe! Assistimos ao filme "O Roubo do Século", um filme Argentino muitooo bom. Super recomendo.
Mas agora vamos as fotos que tiramos por lá, espero que gostem! :)







Espontânea :D











Lookinho com blusa. 


Lookinho sem blusa. 



Pra terminar pedimos cappuccino e pão de queijo :P


E esse foi nosso passeio de retorno aos cinemas hehe, gostaram das fotos?

Caso queira conhecer o lugar:

Cine Passeio
Rua Riachuelo, 410 - Centro, Curitiba
Aberto de terça a domingo, das 13h às 22h
Bilheteria: terça a domingo, das 13h às 19h30 *exceto sessões especiais
Ingressos: As sessões têm horários variados e os ingressos podem ser adquiridos na 
própria bilheteria ou pelo site www.ingresso.com 
Os valores são R$12 (inteira) e R$6 (meia), todos os dias.
Coffeeterie Passeio: terça a domingo, das 13h às 22h

Milenar Produções e Seus Singles

em 20 de novembro de 2020


Olá pessoal tudo bem? Hoje vou falar sobre uma empresa muito bacana que conheci por causa da minha resenha sobre o novo álbum da banda Circus, a Milenar Produções.

Sobre a Milenar

Nascida em 2008, carioca, a Milenar sempre teve como objetivo tornar a experiência musical um momento único, aproximando artista e público. Respeitando sempre toda a forma de expressão. Fundada num contexto de festas, realizamos eventos por todo o país. Logo evoluindo para grandes shows nacionais. Sempre tivemos como objetivo investir em projetos que agregam cultura, informação e entretenimento.
Completando 10 anos de vida, em 2018, iniciamos a responsabilidade editorial da obra de variados artistas, de gêneros e seguimentos variados, ampliando a nossa rede de comunicação. Responsável também por gerenciar conteúdos sonoros, audiovisuais e intercambio entre seus associados. Cuidando e buscando sempre valorizar o vasto, e inédito, material nas variadas plataformas existentes nas redes de conexão. Esse trabalho nos levou a fundar em 2020 mais uma frente de trabalho, um Selo, realizando a distribuição digital de outros diversos artistas nas plataformas e mídias digitais, além de execuções públicas.
Com uma equipe preparada em gestão de carreira, produções executivas, e relações humanas, realizamos em pouco mais de uma década serviços de grande excelência para os parceiros e artistas. Costumamos transformar horas de trabalho em milhares de emoções e boas recordações ao vivo e online.

Agora também como selo a Milenar tem lançado singles semanais de vários artistas e é isso que vou compartilhar com vocês hoje. Tem música pra todos os gostos e estilos, então bora aumentar o volume e curtir esses sons. Depois me conta qual foi sua música preferida heim :)

Cabelera


Caju Hassen


Sávio



Paradise Sessions



Braza



Macaco Véi



Baby

 

E aí, já conhecia algum desses artistas? Qual música gostaram mais? 

Pra ficar por dentro dos lançamentos acompanhe a Milenar nas redes sociais:

Curta a página da Milena no Facebook
Siga a Milenar no Twitter
Siga a Milenar no Instagram

Apoie a cena!

Movie Time #04

em 17 de novembro de 2020


I Met a Girl

Informações Sobre o Filme
Ano de lançamento: 2020
Gênero: Drama/Romance 
Duração: 1h48m
País: Austrália
Diretor: Luke Eve
Roteirista: Glen Dolman

Sinopse do filme
Um aspirante a músico embarca em uma jornada épica pelo país para encontrar a mulher dos seus sonhos - mas tudo pode estar apenas em sua cabeça.

Sobre o filme
Devo arriscar dizer que esse filme se tornou um dos meus preferidos. Eu realmente achei a história muito incrível e emocionante! ♥
O filme conta a trajetória de Devon um jovem que tem esquizofrenia em busca de Lucy, uma linda mulher da qual ele se envolve de um jeito inusitado. Por causa de sua doença ninguém ao seu redor acredita que a Lucy realmente exista, todos duvidam de Devon, mas mesmo assim ele viaja para o outro lado do país em busca dela.
Eu fiquei torcendo demais pelo Devon que é um personagem super carismático e bem construído. Não sei se vocês já ouviram falar da Jornada do Herói, mas esse filme deixa isso muito claro. Podemos perceber todas as etapas da jornada através de Devon.
Outro ponto muito importante é quando ele sofre das crises de esquizofrenia; tudo foi tão bem feito e tão real que me deu pavor e medo de verdade. Com toda certeza souberam transmitir um pouco do que a esquizofrenia é para quem assiste ao filme. Realmente deve ser algo muito ruim, tanto para quem tem a doença, quanto para as pessoas ao redor.
Como falei alí; torci, me envolvi, fiquei triste e feliz pelo personagem e toda sua busca. Pode-se dizer que é algo inspirador.
Enfim, não vou falar mais pra não dar spoiler, mas pra quem gosta de drama, romance, aventura e aquelas histórias que te envolvem e que te fazem pensar eu super recomendo esse filme! :)




Caso você queria ver os posts anteriores do Movie Time, segue os links aqui em baixo:

#01#02#03

Resenha - A Olívia - Output

em 13 de novembro de 2020


Olá pessoal, como estão?
Hoje trago pra vocês mais uma resenha de um álbum ou melhor um EP novinho, recém saído do forno. Hoje temos por aqui a banda A Olívia e seu EP "Output" que foi lançado dia 05.11.20.
A Olívia é uma banda de rock alternativo de São Paulo com influências que vão da música popular ao punk.
O som de seu mais recente trabalho tem influências que vão desde Paralamas e Titãs, até Arctic Monkeys, The Clash e The Cure. O EP é composto de cinco faixas + um mini-podcast em que os músicos analisam o processo criativo do compacto, que é a primeira parte de dois. O trabalho sucede o álbum de estreia, "Jardineiros de Concreto" (2017), que foi produzido pelo ganhador do Grammy Latino, Rodrigo de Castro Lopes, e por Raphael Mancini.
A banda é formada por Luis Vidal (voz e guitarra base), Mateus Albino (guitarra solo), Murilo Fedele (bateria) e Pedro Lauletta (teclado e percussão). Além das composições, a banda também exerce a sua criatividade no podcast “O Q Da Música”, em videoclipes, videopoemas, esquetes e experimentações lo-fi nas redes sociais e no YouTube.

Output

Concebido, gravado, mixado e masterizado durante a quarentena e à distância, o trabalho marca uma fase experimental da banda. Output, na informática, é um sinal ou conjunto de informações que são emitidas por um sistema, mecanismo ou organismo. E pode ser direcionado para outro sistema por meio do Input deste. Para A Olívia, a definição de Output é um pouco diferente:

“‘Output’ é o resultado de experimentações sensoriais, sentimentais e musicais que foram realizadas neste ano. As músicas, todas produzidas em home studio, carregam uma estética lo-fi e esse clima de isolamento e introspecção, além da vontade inevitável de manifestar aquilo que cresce do lado de dentro.”, define Luis Vidal, vocalista d’A Olívia.

O EP “Output” é a primeira parte desta conexão que seguirá em 2021, com o lançamento de “Input”. Enquanto o trabalho atual traz uma energia lo-fi, até mesmo pela gravação em home studio, a segunda parte será gravada em um estúdio, de maneira mais orgânica, representando a esperança da banda em um ano melhor para todos.

Minhas impressões sobre Output


Como sempre falo, eu não sou especialista em música e realmente não sei nada sobre a técnica da coisa, mas como amante de música posso compartilhar minhas experiência como ouvinte...
O EP começa com "Uma Faísca" e o seguinte trecho:

“Uma faísca. É disso que se precisa,
a cada nota indecisa,
ao menos uma faísca.
Tempos difíceis para ser artista
com todas estas facilidades,
facilimbecilidades.
Just do it. But patrocine. 
Não existe café de graça,
mas sempre há um músico tocando ao fundo.
Escrito na borra, um futuro tão claro quanto a dissonância”


Eu amo poesia e poemas então já me encantei por esse início e fiquei na curiosidade sobre o que vem a seguir... Aí então temos a música que dá nome ao EP "Output" e que também ganhou clipe.
A canção retrata o jovem que vê a força criativa sendo reprimida, dando lugar a insegurança e a solidão. O clipe foi dirigido e editado inteiramente a distância, via vídeo chamada por Diogo Pacífico, que também é responsável pela identidade visual d’A Olívia.
Dividida em duas emoções, a faixa inicia cuidadosa, dando destaque à emoção do compositor. Em seguida, surge o “out”, e tudo que estava oprimido surge na superfície. Com forte influência dos refrões melancólicos dos anos 90, como Oasis, Blur e Skank, a faixa busca enaltecer o artista. “Essa vontade de se expressar é limitada pela quarentena, mas, por outro lado, pode se beneficiar de muitas possibilidades tecnológicas.”, sugere Mateus, o guitarrista.
     

Seguimos com a faixa "Globo Terrestre", o começo já me animou bastante, meio misteriosa... gostei dessa vibe!
Também gostei da letra, fiquei reflexiva sobre o que eles estão querendo dizer nas entrelinhas e mesmo com essa reflexão de certa forma me identiquei.

"Vou respirar de novo
Eu vou ficar mais leve
E levitar no topo do globo terrestre
Sei que me dá um nervoso só de ficar calmo
Vou respirar de novo eu vou ficar mais leve
Sei que me deixa calmo só dar um"

A próxima faixa de chama "SOS Internet" e também ganhou clipe, um clipe bem legal inclusive. Simples mas bem legal. A letra deixa clara a nossa relação com a internet nessa pandemia, afinal foi o que "salvou" muita gente, tanto no quesito distração, trabalho home office, conversar com os amigos etc. Eu mesma me identifiquei hahaha, poxa, quem nunca chegou em casa e deu aquela conferida se a luz do modem estava ligada? Eu já!

"Pra minha surpresa quando abri a porta
E olhei para o modem a luzinha tava azul, 
Agora eu tô com a internet
Legal
Ela tava travando tudo
Mas agora tá pegando real
E tá sendo importante 
Nesse momento estranho em que estamos distantes
Online fica um pouquinho mais perto
É tipo fita crepe
Funciona por enquanto"


O nome da próxima música já me conquistou "Olívia Is a Punk" é a última música do EP antes dos comentários da própria banda sobre o mesmo.
Não sei porque mas essa música me lembrou Pelebrói Não Sei. Som rápido com algumas brincadeiras com as palavras e política de forma sútil. 
Fiquei em dúvida em qual foi minha música preferida, mas essa com toda certeza está entre elas.

Pra finalizar o EP trás um um mini-podcast em que os músicos analisam o processo criativo do compacto, como já dito no início do post. Eu achei essa proposta bem interessante, eu mesma sempre gosto de saber o significado das composições pelo artista. Eu gosto muito de ouvir opiniões e discussões e gostei bastante dos caras da banda comentando sobre o que é um EP, sobre arte de modo geral. Vale super a pena ouvir!

Ouça o EP “Output” aqui.
 
Desejo todo sucesso nessa nova fase da banda!

Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Instagram

Apoie a cena!

Thanks For The Memories #44

em 10 de novembro de 2020

Go Coffee


Eu e o Giordano fomos novamente no Go Coffee, já comentei sobre esse lugar nesse post.
Dessa vez fomos para provar o novo Frappe de Abóbora Spice, uma versão da bebida norte americana Pumpkin Spice. Pode parecer inusitado café com leite e abóbora, mas eu gostei bastante. Uma delícia! :)


E claro que algumas fotinhas não podem faltar hehe!





Domingo


Domingo dia 25.10 fui com o Giordano almoçar na casa do avô dele, foi um domingo bem legal e saíram essas fotos com meu drink super chique hahaha!


Ganhei rosas e chocolate


Eu realmente tenho o melhor namorado do mundo, ganhei do Giordano de 06 meses de namoro essas lindas rosas com direito a uma barra de Reese's e uma cartinha super fofa ♥ 
Sou muitooo grata por ter essa pessoinha na minha vida, ele é tudo o que eu sempre quis e muito mais!

Mingau


Já fazem 06 meses desde que o Floquinho se foi e durante esse tempo ficamos sem nenhum animalzinho em casa; encontrar gatinhos pra doação é mais complicado do que parece, até que finalmente uma colega minha me avisou que o amigo dela estava doando gatinhos recém-nascidos e logo fui mandando mensagem, até que no dia 30.10 o Mingau chega na nossa casa! ♥
Depois de muita dúvida em qual nome escolher, minha mãe gostou bastante de Mingau que estava entre as opções e já começou a chamar ele assim, então hoje apresento à vocês o meu mais novo bichinho de estimação, Mingau! 


Ele tem dois meses, curioso, gosta de explorar todos os cantos haha!


Curtindo o momento hahahaha!


Pura fofuraaaaaaa ♥

Caso você queria ver os posts anteriores dessa categoria, segue os links aqui em baixo:

01 ♡ 02 ♡ 03 ♡ 04 ♡ 05 ♡ 06 ♡ 07 ♡ 08 ♡ 09 ♡ 10 
11 ♡ 12 ♡ 13 ♡ 14 ♡ 15 ♡ 16 ♡ 17 ♡ 18 ♡ 19 ♡ 20 ♡ 21 ♡ 22 ♡ 23 ♡ 24 ♡ 25 ♡ 26 ♡ 27 ♡ 
28 ♡ 29 ♡ 30 ♡ 31 ♡ 32 ♡ 33 ♡ 34 ♡ 35 ♡ 36 ♡ 37 ♡ 38 ♡ 39 ♡ 40 ♡ 41 ♡ 42 43 


Resenha - Banda Circus Rock - Transmissão

em 5 de novembro de 2020


Depois do review do mais recente álbum da banda Cefa hoje compartilho com vocês as minhas impressões sobre o mais novo trabalho dos caras do Circus Rock.
Como sempre faço, antes de tudo vamos conhecer um pouco sobre a banda:
 
A banda Circus formada em 2014, natural do Rio de Janeiro tem como integrantes: Bernardo Tavares (vocal), Alex Heink (guitarra), Eduardo Lopez (guitarra), Thales Ramos (baixo) e Hugo Rezende (bateria).
O objetivo principal das letras é  transmitir e espalhar mensagens carregadas de críticas sociais, busca de autoconhecimento e emoções de forma sincera. Com seu primeiro álbum lançado “Em Meio à Destruição” e conquistando cada vez mais público a Circus anuncia então seu mais recente trabalho "Transmissão" que será divulgado dia 06 de novembro.
As oito novas canções interligam os assuntos mais relevantes para o grupo, relacionando a comunicação em sociedade e o cenário político - ambos interferem diretamente na criação da personalidade de um indivíduo. 
 
Transmissão 
 
Um grito de liberdade, igualdade e respeito às diferenças move “Transmissão”, urgente e impactante novo álbum da banda carioca Circus. Ao longo de suas oito faixas, o trabalho mescla a potência dos riffs do quinteto com uma lírica pungente e necessária no Brasil de 2020. O grupo recebe os convidados Arthur Mutanen (Bullet Bane), Caio Weber (Cefa), Milton Aguiar (Bayside Kings), Renato Rasta (NDR), o rapper Marcão Baixada e Rodrigo Lima (Dead Fish). O disco foi produzido por Jorge Guerreiro (Dead Fish, Matanza, Pitty, Titãs, Rancore) e Bráulio Drumond, em uma grande celebração de diferentes gerações do cenário nacional. 
Embora tenha um paralelo possível com as incertezas trazidas pela nova realidade de isolamento social, “Transmissão” começou a ser produzido há mais de 1 ano, entre criação das músicas, pré-produção, gravação, inclusão das participações, edição, mixagem e masterização. O álbum foi viabilizado por uma espécie de “financiamento coletivo informal”. Os músicos organizaram um circuito de shows, quatro eventos seguidos de produção independente, 100% voltados para a arrecadação do CD, cuja verba foi atingida com sucesso.

Minhas impressões sobre Transmissão


O álbum começa com a música "M.A.P.E.", siglas que são uma abreviação para: Matéria, Ambiente, Percepção e Estímulo. Para a banda são quatro peças chaves para entender os conceitos e ideias que são desenvolvidos durante o álbum.
A música com 01 minuto e 06 segundos começa calma e logo já nos dá indícios do que será o álbum, pesado e com letras marcantes.

O álbum em si começa com a música "O Plano" que tem participação de Rodrigo Lima da banda Dead Fish. Segundo a própria banda a música fala  sobre o projeto de sucateamento com serviços essenciais da sociedade, a miséria e a pobreza sempre foram um plano arquitetado para poucos se manterem com muito privilegio. 
As vozes de Bernardo e Rodrigo ao meu ver combinam super bem nesse som e deixa clara toda a raiva sobre o plano.

"Sucateie e depois venha me privatizar 
Que o acesso e a informação passe longe
Restrinja os meios e obrigue a me escravizar 
Com a mentira de empreender e ir longe"


A música "1317" vem em seguida e começa rápida, e aí eu que até então nunca tinha ouvido a banda percebo que os caras são bem hardcore e punks em relação ao estilo das letras bem politizadas. O que na minha opinião eu acho de extrema importância e que me agrada muito. 
Como a banda mesmo explica "é sobre as estratégias usadas, as tentativas de deslegitimar as minorias, cultura e nossa história".

Em seguida temos "Renascer" que ganhou um clipe bem bonito e que combina muito bem com a letra mais motivacional. 
Segundo a banda o som "fala sobre todas as nossas personalidades e sobre as máscaras que temos e trocamos de acordo com a situação ou ambiente que nos adaptamos. Mudamos a todo instante, literalmente. A pluralidade do ‘’eu’’ é uma constante metamorfose, mas em meio às diferenças em um grupo, o contraste pode fortalecer.
Alguns embates são necessários para se fazer entender e entender o outro, é importante não guardar para si todos os problemas, externar sempre, tudo faz parte do processo de desconstrução do ego, mas valorizando seu esforço e energia."

"Agora vejo e percebo o que me faz errar
O que me prende atenção também faz continuar 
O importante é ter um norte e acreditar em si
Pois no final todo o esforço é recompensa para ti"


Já em "Permita Sentir" a letra continua mais pessoal e menos política, com participação de Arthur Mutanen da banda Bullet Bane, talvez seja minha música preferida do álbum. 
"'Permita Sentir'" é uma tentativa de tranquilizar toda ansiedade e também tirar a raiva e estresse que se acumulam dentro de você. Nos prendemos a compromissos, objetivos, imposições e toda uma pressão que se constrói. Às vezes apenas não dá, quase sempre é impossível, é mentira, é uma fachada que construímos, reprimindo nossas vontades, sentimentos e até mesmo nossa felicidade. Quando encontrar esse ponto bom tente sempre compartilhar, ser positivo para estabilizar isso, passe a tranquilidade pro outro, multiplique as coisas boas pra manter as coisas boas."

A próxima música com participação do Caio Weber da banda Cefa se chama "Novo Mundo"Na era digital, objetivos supérfluos são construídos a todo momento. A nossa convivência se tornou rasa, assim como os nossos desejos. Vivemos em uma eterna corrida para lugar nenhum, e essa canção fala exatamente sobre estes paradoxos. Novo Mundo é 4° single do álbum Transmissão.

"E quando o medo é ficar só
A pior morte é quando
Não tem ninguém para falar
É estranho conhecer tanta gente e ao mesmo tempo não ter alguém perto
Se perde nas tuas buscas, esquecendo quem estava ali
Não demore a perceber"



"Norte da Linha" pesada e direta, é sobre a vida no subúrbio e zona norte do Rio de Janeiro. Somos tomados pelo comércio da guerra, pela supervalorização de terrenos e desigualdade social, a salvação divina é paga a cada esquina e ainda te vendem uma segurança sobre uma violência que eles mesmos produzem. Em meio a tudo isso a gente só quer pagar um boleto e conseguir um emprego, estudar e depois descansar, conseguir ver amigos e pessoas queridas que te fortalecem em todos os sentidos.  Para conseguir o básico você precisa ser forte, pra continuar com a ideia de mudar o mundo tem que estar sempre em coletivo. 
Achei a letra e a explicação sobre a mesma muito interessantes, porque mesmo quem não vive no Rio consegue perceber todo esse caos e até se identificar de alguma maneira, afinal não é só no Rio de Janeiro que a desigualdade e a violência se fazem presentes...

O álbum termina com "Abstrações" e tem participação do rapper Marcão Baixada, Renato Rasta da banda NDR e Milton Aguiar do Bayside Kings.  
Em uma letra mais complexa, mas que na prática nos faz pensar que é necessário entender que as estruturas e paradigmas que são construídos e estimulados e que entendendo esse processo podemos tomar consciência de que grupos e elites utilizam esse tipo conhecimento em benefício próprio, para construir uma cultura e realidade de privilégios às custas de miséria, de luxo e injustiça. Isso serve para entender também a construção do próprio indivíduo, as cobranças que talvez não façam sentido, a imagem a zelar que é mera superficialidade, a concorrência e consumo exagerado. Entender para melhorar, se informar para construir, nós construímos a realidade.

"O que é real? Não sei bem
Com muros altos, não vejo além
De paredes forjadas, definições compradas
A longo prazo e com juros
Onde “likes” determinam seu futuro
E quem vai falar, se eu ficar mudo? Mudo
O que vai mudar se eu não mudo? O mundo"



Gostei do álbum, achei bem 'rock' tanto no quesito das guitarras, bateria etc quanto nas letras. As várias participações também são destaque nas músicas, as vozes se encaixaram de forma perfeita e dão aquele up no mesmo.  
 
Você pode fazer o pré-save do álbum clicando aqui.
 
Desejo todo sucesso nessa nova fase da banda!

Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Instagram

Apoie a cena!

Feelin Girl

em 3 de novembro de 2020


 
Você sabe os benefícios de uma cinta modeladora?
 
 Do you know the benefits of a shapewear?
 
Esse item que nunca saiu de cena, mas que volte e meia aparece com mais destaque, ajuda a moldar e reduzir o tamanho da cintura se usado da forma adequada. Além de ser muito indicado para pessoas que fizeram algum procedimento cirúrgico no abdômen. 
 
This item that never left the scene, but that comes back more and more prominently, helps to shape and reduce the used waist size appropriately. In addition to being very suitable for people who have had some surgical procedure on the abdomen.
 
Mas afinal o que de bom uma cinta pode fazer por você? 

But what good can a shapewear do for you?

-  Ajudam a reduzir a cintura quando usada da forma correta
- Pode potencializar os resultados da malhação
- Melhora a postura
- Contribuem para recuperação pós-cirúrgica
 
- Help reduce the waist when used correctly
- It can enhance the results of the workout
- Improves posture
- Contribute to post-surgical recovery

 
É possível encontrar cintas modeladoras feitas com diferentes tipos de materiais, como cetinete, acetato, acrílico, poliéster e nylon.  
Além de que existem vários tipos de cintas:
 
Shapewear made with different types of materials, such as satin, acetate, acrylic, polyester and nylon.
Besides that there are several types:


- Body: o body é um modelador para o corpo. Muitas vezes, há um bojo para modelar e sustentar os seios, dando mais destaque para o decote.
-  Cinta abdominal: é recomendada para quem quer disfarçar as gordurinhas da barriga. Esse modelador é um dos mais utilizados.
- Bermuda: também é usada com a finalidade de disfarçar medidas da barriga e das pernas ou até mesmo para que as celulites não fiquem em evidência com roupas justas.
- Camisete: comprime as gordurinhas da barriga até os seios. Como ela não tem fechamento embaixo fica mais fácil de você ir ao banheiro.

- Body: the body is the most common modeler. Often, there is a bowl to shape and support the breasts, giving more prominence to the neckline.
-
Waist trainer belt: it is indicated for those who want to disguise themselves as belly fat. This modeler is one of the most used.
- Bermuda: it is also used as a treatment to disguise measurements of the belly and legs or even so that cellulite is not in evidence with tight clothes.
- T-shirt: compresses the fat from the belly to the breasts. As there is no lock underneath it is easier to go to the bathroom.


Depois de tantos benefícios e de conhecer mais sobre cada modelo, apresento a vocês a FeelinGirl, uma loja especializada em cintas modeladoras.
Veja alguns modelos:

After so many benefits and knowing more about each model, I present to you FeelinGirl, a store specializing in shapewear.
See some models:


Cinta abdominal para treino

 
 
Body 

 
Bermuda 
Shorts 
 

 
E como estamos chegando próximo da Black Friday, a Feelin Girls está preparando muitas e ótimas promoções; anote na agenda, dia 27 de novembro!
É a Black Friday das cintas modeladoras, fiquem atentos ao site da Feelin Girls e boas compras! :)

And as we are getting close to Black Friday, Feelin Girls is preparing many great promotions; write on the agenda, 27th of November!
It's the Shapewear Black Friday, stay tuned to the Feelin Girls website and good shopping! :)

 
 
Créditos 
               Este é um publipost.
© Hey I'm With The Band | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.