Como ser um inseguro seguro de si

em 17 de junho de 2021


Eu acompanho a Liliane Prata já faz um bom tempo, ela é escritora e tem vídeos muitos interessantes no Youtube onde ela faz reflexões sobre a vida e sempre trás alguns assuntos específicos pra pensamos juntos. Gosto muito do jeito dela porque ela já me fez ver situações de maneiras que eu até então nunca tinha pensado. 
Recentemente um dos vídeos que me chamou muita atenção foi esse que dá título ao post "como ser um inseguro seguro de si". Eu nunca tive medo de falar que sou uma pessoa insegura, e conforme o tempo foi passando tenho menos medo ainda de dizer isso. E no vídeo ela trás esses questionamentos, já que somos inseguros é extremamente importante admitirmos isso, afinal é o que somos.
Mas uma coisa da qual ela comenta e que eu nunca havia pensado sobre, é justamente isso de aceitar que somos assim. Por muitas vezes eu sinto que devo mudar isso de forma brusca, a sociedade atual nos impõe isso; "seja confiante", "acredite em você mesma" e muitas outras frases parecidas que eu ouço por aí. Porém, eu não me sinto confiante, em muitos momentos eu não acredito em mim mesma e tentar mudar isso vira um grande e doloroso sofrimento pra mim, porque eu não sou assim. Esse discurso de total autoconfiança não funciona pra mim.
O primeiro passo pra tentar mudar e melhorar é aceitar o jeito que somos, e a partir daí tentar ver caminhos dos quais podemos seguir para evoluir. A insegurança me atrapalha, mas tentar mudar o que eu sou me causa mais sofrimento. 
Deixar de ser insegura é algo que eu tenho praticamente total certeza que eu nunca vou deixar de ser, ser insegura é uma característica minha; então preciso aprender a conviver com isso da melhor maneira possível. Ser uma insegura segura de mim. Saber que eu tenho minhas limitações, que sou mais "perturbável" como a própria Lili diz e sabe, tá tudo bem. É claro, que eu preciso tentar modificar o que pode ser modificado, mas sem pressão e com muita paciência. 
É como a Lili também comenta, é melhor ser quem você é do melhor jeito, do que você tentar ser quem você não é. E ver beleza nisso. Ver beleza na sua subjetividade, no seu jeitinho de ser. Eu nunca havia pensado na minha insegurança de forma mais carinhosa, isso de ver beleza no que pra muitos não é nada belo me trás um acalento pro coração.
Talvez pra algumas pessoas isso não faça sentido, talvez pra você o correto é mudar e pronto, mas até que ponto esse sofrimento de mudar a todo custo vale a pena? 
Enfim, queria compartilhar esse assunto com vocês que pra mim fez total sentido e que eu me identifiquei muito. Assistam ao vídeo da Lili, ela comenta vários pontos muitos interessantes sobre essa questão da insegurança.
E claro, comentem o que vocês acham sobre esse assunto, se concordam ou não. Vamos debater. Fiquem bem! ♥

30 comentários:

  1. Amei o assunto! Acho que ela escrevia pra Capricho, lembro do nome mas não se era exatamente ela... acho que o primeiro passo pra mudar é aceitar que cada um é de um jeito e tá tudo bem. Depois que a gente fica seguro nisso, é mais fácil ir adianta e modificar o que nos incomoda mais. E se a gente for mudar tudo pra entrar no padrão sociedade, vai acabar que todos vamos ser iguais e vamos lutar pra reverter a mudança. Então cada um no seu tempo e do seu jeito ^_^

    Beijinhos
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei a recomendação de vídeo amiga, eu sou uma pessoa insegura demais e como diz minha mãe, muito pessimista e negativa. Na maior parte da minha vida eu me considero um fracasso, às vezes duvido da minha capacidade e de que vou conseguir algo na vida. E ter esse pensamento é horrível.
    Hoje mesmo eu chorei de acabar porque fiz um simulado (SIMULADO) do curso sobre um processo seletivo para trabalhar na Localiza e o professor corrigiu algumas falas nossas e eu percebi que não fui tão bem como eu achei que tinha ido... aí foi um gatilho... saber que processos seletivos são difíceis, lembrei que estou fazendo vários e não consigo a aprovação, foi o ápice para chorar e me sentir uma inútil. Parece bobeira, mas depois me acalmei e coloquei o raciocínio para funcionar, afinal, estou fazendo o curso no Senac para aprender, então é melhor errar no curso do que na vida real.
    Com certeza vou ver o vídeo, assim que eu tomar um banho e jantar. Estou precisando desses vídeos de autoajuda.
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  3. Amei e me vi em você escrevendo, sou super insegura real, com roupas, com maquiagem, cabelo, blog e tudo é muito complicado para mim, mas acabo escondendo e essa reflexão me fez bem, era o que precisava ler agora e me sentir bem.

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  4. Eu quero depois ver esse vídeo, sou muito insegura em tudo.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  5. Realmente é um discurso muito frequente esse como ela disse no vídeo.
    Ser melhor do seu jeito é um ótimo passo eu penso. Já é alguma coisa.
    Eu sou insegura com escolhas, tem vezes que eu pergunto aquelas pessoas que eu amo e ainda fico será? Não sei.
    Beijos!
    Pam Lepletier


    ResponderExcluir
  6. Being unconfident isn't anything bad, I'm unconfident too and somehow it does not bother me much in my life, maybe only in a few situations.
    Have a wonderful weekend:)

    ResponderExcluir
  7. Minha nossa será que ela fez esse vídeo pra mim?! Estava conversando esses dias mesmo com uma prima minha sobre como a gente precisa 'fingir' ser extrovertido pra ter sucesso no trabalho. E até quanto esse fingimento é necessário. Adorei! Vou assistir o vídeo assim que chegar em casa.

    ResponderExcluir
  8. I completely agree with the quote. We are all different and need respect each other process of growing.

    www.exclusivebeautydiary.com

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Que coincidência encontrar essa postagem por aqui, porque vi uma parecida pelos perfis de saúde mental que sigo no insta. Até mencionava essa questão de que a autenticidade se vai quando resolvemos agir diferente da nosso eu. Amei a dica.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Oi Vah,
    Gostei da reflexão, pois eu penso assim em relação a todas as minhas qualidades e defeitos, acho que é importante aceitar e entender como somos, pois isso acaba gerando autoconhecimento. A insegurança é o mesmo com alguém tímido, se a pessoa reconhece que é tímida e ela tá bem com isso, ela vai evitar situações que possam constrange-la, evitando também ansiedade e sofrimento.
    Enfim, gostei do vídeo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  11. My self-confidence came with age. Man catches the distance and realizes that life is too short to be afraid to live.

    ResponderExcluir
  12. I used to be insecure, but with age, confidence comes))

    ResponderExcluir
  13. Adorei esta publicação, espero que ajude muitas pessoas!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
  14. Não podia estar mais de acordo! Bom fim de semana ❤

    ResponderExcluir
  15. mas que boa reflexão :)
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Love that you covered this subject because it's something that we all deal with everyday.

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir
  17. unos buenos consejos, me ha gustado tu post de hoy

    ResponderExcluir
  18. That graphic is amazing and it's true we can all feel insecure sometimes! it's good you found this helpful video :)


    Hope you had a good weekend! It was a quiet one here :)

    Away From The Blue

    ResponderExcluir
  19. Olha, pra mim fez total sentido, Vah! Eu vou assistir o vídeo porque o título me atraiu, haha! Mas sobre o assunto eu queria dizer que infelizmente, muitas vezes tentamos mudar alguns aspectos porque de repente tantas pessoas já apontaram aquilo sobre a gente, e acho que esse tipo de coisa não é algo que temos que fazer pelas pessoas, mas por nós. Pra gente conseguir viver melhor com a gente mesma (e aí então, com os outros). Também sou MUITO insegura, com tudo! Mas não fazer disso um fardo, e ao mesmo tempo tentar caminhar um pouquinho mais a cada dia (ou seja, não se definir pela insegurança, mas se redescobrir todo dia no próprio ritmo) é o equilíbrio que eu busco. Amei o post, Vah ♡

    ResponderExcluir
  20. Sim, venha e seja você mesmo.Just be yourself.
    cheap lace front wigs

    ResponderExcluir
  21. Amei o post. Eu compartilho do mesmo sentimento, eu questiono muito minhas escolhas e tenho tendência de tentar agradar todo mundo, e isso faz eu me afastar cada vez mais de mim. Acho que temos que nos conhecer melhor, conhecer nossos limites e assim conseguimos ser mais gentis com nós mesmos.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Isso diz muuuuito sobre mim. Não apenas em questão de insegurança, mas em outras coisas. Eu sou bem intensa e tenho emoções bem fortes, tanto boas quanto ruins. E por muito tempo eu queria ser mais tranquila, sabe? Aquela pessoa calminha e em algumas épocas eu até posso ser, mas em geral sou muito mais intensa. Assim como sou chorona.
    Então eu percebi que por ser da minha personalidade, provavelmente não é algo que eu possa/consiga mudar. Eu só busco melhorar no que me incomoda ou é prejudicial.
    Sobre insegurança eu também tenho bastante, as vezes só penso negativamente sobre muitas coisas, mas sempre tento buscar um ponto em que eu fique "mentalmente" segura. Admitir ser insegura me ajudou em muitas coisas, o que parece irônico. Mas me fez perceber que sentimentos ruins existem e fazem parte da gente. Eu tentei durante uns dois anos matar a minha insegurança, mas quanto mais eu tentei sufocar ela junto com a minha tristeza, mais aumentou tudo. Daí eu cheguei no ponto mais extremo, comecei a fazer um tratamento para a minha depressão e meio que fui voltando ao estágio normal de um ser humano saudável xD. Até que aceitei que somos feitos de coisas boas e ruins, então tudo bem eu conviver com a insegurança. Ela as vezes me derruba, mas em geral eu também derrubo ela. Amei o post, faz mais assim!

    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Canal no Youtube - Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Me Acompanhe também no Pinterest

    ResponderExcluir
  23. Olá
    Tudo bem?
    Você como sempre trazendo postagens incríveis e com temas atuais, já assistir alguns vídeos dela, e são perfeitos, e me ajudaram muito em certos momentos da minha vida, este ainda não havia assistido mais adorei o tema.

    Beijos da Kah
    Blog Mundo da Kah
    Canal Blog Mundo da Kah
    Instagram

    ResponderExcluir
  24. Que post mais importante Váh, durante minha adolescência, vivia mudando quem eu sou para agradar as pessoas e para ser ''aceita''. Hoje eu faço o que me faz feliz e sou do meu jeito. Não temos que agradar ninguém, porque quando tentamos ser o que não somos, a gente se desagrada, e tudo desanda..

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  25. The most important thing is following your own heart and be yourself. Not all of us must be confident etc. It's more important to be yourself

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Amei ler seu texto, escreve mais textos assim que achei maravilhoso. Precisamos saber quem somos e cuidar muito da nossa auto estima.
    Beijos.



    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Interessante. Talvez a insegurança seja uma defesa nossa para não agirmos por impulso e nos arrependermos depois.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  28. Nossa, Val, eu nunca tinha olhado de forma carinhosa para a minha insegurança! Agora fiquei super reflexiva. Lutar contra isso é tão desgastante e talvez eu não deva mesmo me preocupar tanto com isso, mas aprender a viver da melhor maneira com ela.
    Uau, eu precisava disso, muito obrigada ♡

    Abraços,
    Any.
    Poetiza-te

    ResponderExcluir

© Hey I'm With The Band | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.