Music Monday

em 17 de junho de 2024


Opa, olha eu aqui com mais uma indicação fodaaa pra vocês! 😎

Eu amo acompanhar os novos artistas de pop punk e emo que surgem nesse mundão, e uma  cantora que eu conheci a não muito tempo foi a Taylor Acorn. Ela super me chamou atenção primeiro pelo estilo, eu amo me inspirar nas cantoras que tem tudo a ver com comigo; e claro, o som dela é muito bom, ela tem ótimas letras das quais eu também passei a me identificar, ou seja, o combo perfeito pra eu virar fã e querer compartilhar com todos hehe! Então, bora lá saber mais sobre ela!

Taylor Acorn cresceu na cena pop punk/rock do início dos anos 90 e 2000, para ela nunca foi uma fase. Vindo da pequena cidade de Wellsboro, no centro-norte da Pensilvânia, Taylor sempre sonhou com uma carreira na música e, em 2014, abandonou a Universidade de Kutztown para seguir exatamente isso, mudando-se para Nashville em 2017.
Mas antes de seguir suas raízes ela tinha uma vibe mais country, nota-se isso no seu primeiro trabalho, o EP Put It in a Song, que foi lançado em 2017 e ajudou a construir seu público.
No entanto, ela nunca se sentiu em casa criando música country e, no meio da pandemia de 2020, voltou às suas raízes pop punk lançando vários covers e chamando a atenção de muitos fãs emos e também de bandas, como os caras do Mayday Parade. Taylor lançou vários singles ao longo dos anos, fez várias participações em músicas de outras bandas, como é o caso do som "Misfits" da banda Magnolia Park. Em 2023, lançou seu primeiro álbum, Certified Depressant que tem músicas muito boas e inclusive um feat com a cantora Cassadee Pope na música "Coma". Neste ano de 2024 ela já lançou mais músicas, ou seja, a moça não para.
Uma das minhas preferidas é a música "Gray" que é a indicação de hoje por aqui. Agora tenho mais uma Taylor pra curtir, além da Momsen, claro!!! Espero que vocês gostem também! 

"Vidinha acromática
É assim que parece o tempo todo
Limpei a lente e nada mudou, sim 
Estado de espírito solitário
Quem diabos me deu as rédeas? Yeah 
Perdi minha nova perspectiva
Meu cérebro ainda está infectado
Oh meu Deus, peço desculpas antecipadamente
Eu prolongo demais a minha estadia
Não posso fazer nada a menos que esteja do meu jeito
É bom ver o lado bom?
Porque eu não vejo o sol há dias
Tudo o que vejo é cinza, cinza
Essas pequenas dúvidas persistentes
Me mastigue e me cuspa
Segui o livro, mas pulei uma página, sim
Perdi minha nova perspectiva
Recebi ajuda, agora esqueci
Perdi minha nova perspectiva
Acho que talvez eu esteja regredindo
Preciso de amor, mas eu o rejeito
Achei que já teria aprendido minha lição
Meu próprio autoengano
Assunto da minha depressão
Não vejo o sol há dias
Tudo o que vejo é cinza
Cinza, cinza
Cinza, cinza, cinza"


Siga a cantora no Instagram
Curta a página da cantora no Facebook
Siga a cantora no Twitter

Apoie a cena!

Thanks For The Memories #76

em 11 de junho de 2024


Amo provar um drink novo ou beber aquele que sei que não tem erro. Eu e Franny descobrimos um lugar muito legal e em uma noite quente de abril fomos 'rolezar' tomando drinks por aí 🍹




As fotos analógicas estão sendo tiradas 📸


Chora Emo


Mais uma Chora Emo pra conta e dessa vez com a Jé! 🖤


Aniversário da minha mãe


Mamis completou mais um ano de vida com muita saúde e disposição graças a Deus! 🙏🏻 Encomendei um bolo lindo e muito delicadinho e fizemos uma festinha em família. Ela adorou e foi muito bom!





Recebi uma cartinha pelos Correios


A Vanessa sempre fofa e atenciosa me enviou uma cartinha pelos correios com alguns mimos dentro. Eu amei demais e sem dúvidas deixou meu coração mais quentinho 🥰

Viagem para Aparecida - São Paulo


Já fui inúmeras vezes para Aparecida do Norte, a última tinha sido em 2021, então já estava na hora de voltar. É incrível como sempre que vamos para este lugar vemos coisas novas e voltamos renovados. Sem contar que a excursão da qual eu vou, é muito divertida.




Look bonito, comidas bonitas mas não tão boas


Eu, Bruna e Kelly demos um rolê e registrei minhas comidas bonitas, porém não tão gostosas 😢 Primeiro comi um poke que não estava lá essas coisas (saudades comer um poke bom de verdade) e ainda vinha pouco. Depois comi uma sobremesa árabe que era bonita, era gostosa, tinha a peculiaridade de vir com uma calda de rosas e laranja, algo bem diferente, porém achei muito caro pela quantidade e apesar de ser bom não era um espetáculo, então não valeu tanto a pena. Faz parte.




Pra compensar, meu look estava bonito e achei essa parede combinando pra fotografar haha 🖤🤍



É isso pessoal, assim que der vontade venho compartilhar mais momentos por aqui! 
Até o próximo post, beijão! 😘


Caso você queria ver os posts anteriores dessa categoria, segue os links aqui em baixo:

01 ♡ 02 ♡ 03 ♡ 04 ♡ 05 ♡ 06 ♡ 07 ♡ 08 ♡ 09 ♡ 10 ♡ 11 ♡ 12 ♡ 13 ♡ 14 ♡ 15 ♡ 16 ♡ 17 ♡ 18 ♡ 19 ♡ 20 ♡ 21 ♡ 22 ♡ 23 ♡ 24 ♡ 25 ♡ 26 ♡ 27 ♡  28 ♡ 29 ♡ 30 ♡ 31 ♡ 32 ♡ 33 ♡ 34 ♡ 35 ♡ 36 ♡ 37 ♡ 38 ♡ 39 ♡ 40 ♡ 41 ♡ 42 ♡ 43 ♡ 44 ♡ 45 ♡ 46 ♡ 47 ♡ 48 ♡ 49 ♡ 50 ♡ 51 ♡ 52 ♡ 53 ♡ 54 ♡ 55 ♡ 56 ♡ 57 ♡ 58 ♡ 59 ♡ 60 ♡ 61 ♡ 62 ♡ 63 ♡ 64 ♡ 65 ♡ 66 ♡ 67 ♡ 68 ♡ 69 ♡ 70 ♡ 71 ♡ 72 ♡ 73 ♡ 74 75 

Music Monday

em 3 de junho de 2024


Quase um ano depois do último Music Monday, aqui estou eu novamente! 🤷🏻‍♀️

Eu estou viciada numa banda chamada Point North e pensei: "cara as pessoas precisam conhecer essa banda" e mesmo compartilhando com vários amigos só depois lembrei (HAHAHA) que tenho um blog e que já fazia isso nele. Pois então, hoje aqui estou hehe!  Bora lá.

Point North é uma banda de pop punk com elementos do metalcore de Los Angeles, Califórnia. A banda é formada pelo vocalista Jon Lundin, o baterista Sage Weeber e o guitarrista Andy Hershey.
Eles ficaram mais conhecidos na cena por seu cover da música "Hammer" do Nothing,Nowhere e pela turnê com o As It Is em 2019. A banda lançou seu primeiro EP por conta própria em 2017, mas A Light In A Dark Place foi relançado pela We Are Triumphant em 2018. A gravadora também lançou seu segundo EP Retrograde em 2019.
Em outubro de 2019, a banda anunciou sua assinatura com a Hopeless Records, gravadora que detém bandas como Neck Deep, ROAM e muitas outras bandas de grande visibilidade na cena. Em 2020 a banda lançou seu excelente álbum de estreia Brand New Vision, que conta com participações de DE'WAYNE na música que dá nome ao álbum e Kellin Quinn do Sleeping With Sirens na música "Into the Dark". Em 2023, Prepare For Despair também fez sucesso e mostrou ainda mais que a banda veio pra ficar, a música "Safe And Sound" com participação da banda The Ghost Inside subiu até o top 20 nas rádios de rock.
E o mais legal de tudo é que já temos uma nova música lançada e que provavelmente fará parte de um novo álbum ainda sem data de lançamento, "Bring Me Down" é uma música incríveeeel e que tem tudo pra bombar tanto quanto a banda já tem se mostrado talentosa nesse tempo. 

Enfim, essa banda tá no meu repeat e vocês precisam ouvir! Tô torcendo muito pra que a banda faça um clipe pra música "Bring Me Down" porque é sensacional, mas enquanto não tem vou compartilhar com vocês o clipe de "Safe And Sound" que acredito fazer jus ao estilo de som que a banda faz, então se você curtir essa é certeza que irá curtir a maioria das outras músicas dos caras 😉

"Tem estado quieto em minha mente
Agora estou paranoico
É apenas uma questão de tempo até que faça barulho
É como uma ampulheta que não posso virar
E quando saí caí como um morteiro
Eu sei que você pensa que estou sempre no controle
Mas é difícil para mim deixar as coisas acontecerem
Não há mais nada para falar
Agora você me fez pensar como
Eu tenho recebido más notícias
A noite toda
Nadando em um lugar seguro
Que está seco
Você nunca terá a chance de
Rebobinar
Você diz que pode, mas não
Preciso de um antídoto
Quando sãos e salvos
Vierem queimando
Eu irei estar recebendo más notícias
A noite toda
Deixando de lado as grandes esperanças
Que acabaram de morrer
Morra
Você parece adorar quando me arrasta para baixo
Você é concreto em meus pés, eu me afogo
Sim, respirar é meio difícil
Porque estou afundando no escuro
E você não vai me puxar para fora
Eu sei que você pensa que estou sempre no controle
Mas é difícil para mim deixar as coisas acontecerem
Não há mais nada para falar
Agora você me fez pensar como
Eu tenho recebido más notícias
Estou observando por onde ando
Esquivando de cada tremor
Dos passos pesados ​​que você der
Vou me separar
Preciso de uma vitória
Muito, muito longe de onde quero estar
Muito, muito longe do abrigo que procuro
Muito, muito longe do ar puro para respirar
Tudo isso é sagrado para mim está fora do alcance dos meus braços"



Siga a banda no Instagram
Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Twitter

Apoie a cena!

Thanks For The Memories #75

em 29 de maio de 2024


Hey pessoal! 🖤
Sei lá sabe, deu vontade de compartilhar alguns momentos legais aqui no blog. Depois de tantos acontecimentos não tão bons e de saber que meu blog era visitado por pessoas que só queriam saber de fofocas sobre a minha vida; que não estavam aqui porque gostam de mim e dos meus conteúdos genuinamente, mas sim pela fofoca eu desanimei muito de postar. Pra mim é muito mais fácil hoje em dia compartilhar a parte ruim da minha vida, porque assim sei que não tem como ninguém estragar nada, do que compartilhar a parte boa. Fico com medo de compartilhar o que me faz bem e ter um monte de gente colocando 'olho gordo'. Faz sentido? 
Até porque eu acho que já me exponho demais nas outras redes haha.
É aquela coisa: o que ninguém sabe, ninguém estraga (mesmo não sabendo muitas vezes já estraga, imagina se souberem kkkkk) Péssimo pensar dessa maneira, porque eu gostaria de poder compartilhar várias coisas boas e ruins também claro, sem ser julgada, mas as pessoas são um lixo né, não dá pra confiar em ninguém.
Então tenho optado por viver as coisas boas com pessoas que eu gosto sem fazer grandes alardes e o que é ruim eu falo pra todo mundo mesmo, que aí já tá ruim né KKKKKKK enfim eu sou doida né gente HAHAHAHHAHAHAHA

Mas vamos lá, tenho alguns momentos legais que quero deixar registrado aqui, bora 🥰

Coloquei um piercing no septo ano passado. Dá pra notar na foto de cima? Eu sempreee quis colocar, mas até então não tinha coragem, achava que ia doer muito... Até que comecei a pensar melhor e resolvi marcar, foda-se se ia doer, vamô botar esse negócio de uma vez porra! Marquei, fui e doeu por exatamente 4 segundos! Sim, foi muitoooo mais tranquilo do que eu imaginava. Doeu por uns dias quando mexia, mas agora tá perfeito demais. Não sei porque demorei tanto pra colocar, porque agora não me vejo sem, achei que super combinou comigo. 


Primeiro coloquei um pequenino, aí quando cicatrizou bem eu quis um maior que ficasse mais visível e troquei por esse da foto. Gostarooo?

Café com amigas


Fui no Bendito Cafezito com a Betty, a Fran e agora a nova participantes dos rolês, a Isa 💖 Foi divertido, fazia tempo que não nos víamos, então deu pra colocar o papo em dia.


Café Encantado 


Também fui com a Bruna tomar café num lugar que nos decepcionou haha, mas okay, valeu a companhia. É sempre bom ver a Bru, ela é como se fosse uma irmã mais velha, sempre sábia, que eu admiro e que me inspira muito.


O site lookbook acabou, então não existe mais uma plataforma específica para compartilhar looks, fiquei triste, mas realmente eram poucas as pessoas que ainda postavam lá...
Então aqui tá um lookinho meu haha!


Voltando aos velhos tempos


Eu e a Ale fomos do outro lado da cidade numa farmácia que tem produtos de beleza com um preço mais em conta. Na verdade é mais propaganda do que real, mas ok, fizemos umas comprinhas bacanas e voltamos aos velhos tempos andando de ônibus juntas. 



Na volta passeamos pelo Paço da Liberdade e tiramos algumas fotos.

Estrada da Graciosa, Morretes e Antonina 


Fui com meu irmão, cunhada e sobrinhos passear pela Estrada da Graciosa, depois fomos para Morretes tomar banho de rio e ao voltar passamos por Antonina para comer um açaí. Eu tinha ido para essa região apenas quando criança e não lembrava nadaaaa, então foi um passeio muito gostoso e proveitoso.




Estava MUITO calor 🥵

Vida profissional


Queria falar mais sobre as frustrações, alegrias, desafios, decepções e conquistas da minha vida profissional, mas isso é algo que eu raramente compartilho. Nunca fui de falar sobre isso em nenhuma rede social, nunca fui de ter amigos próximos no trabalho, nunca tive uma boa autoestima profissional. Essa foto é só pra ilustrar que eu sempre quis falar MUITA coisa, boa e ruim, mas melhor deixar pra lá.

Praia de Guaratuba


Meu verão foi bem proveitoso graças a Deus! ✨
Fui pra Guaratuba com minha família e deu pra curtir muito. Muitas fotos bonitas, muita comida boa, sol, mar, licença poética pra começar a beber às 8 da manhã... Amo!!!





Pra não ficar um post tão longo, em breve terá mais um Thanks For The Memories com o restante das fotos que separei pra compartilhar com vocês. Espero que ainda tenham pessoas que gostem de verdade dos meus conteúdos por aqui. 

Até logo! 😘


Caso você queria ver os posts anteriores dessa categoria, segue os links aqui em baixo:

01 ♡ 02 ♡ 03 ♡ 04 ♡ 05 ♡ 06 ♡ 07 ♡ 08 ♡ 09 ♡ 10 ♡ 11 ♡ 12 ♡ 13 ♡ 14 ♡ 15 ♡ 16 ♡ 17 ♡ 18 ♡ 19 ♡ 20 ♡ 21 ♡ 22 ♡ 23 ♡ 24 ♡ 25 ♡ 26 ♡ 27 ♡  28 ♡ 29 ♡ 30 ♡ 31 ♡ 32 ♡ 33 ♡ 34 ♡ 35 ♡ 36 ♡ 37 ♡ 38 ♡ 39 ♡ 40 ♡ 41 ♡ 42 ♡ 43 ♡ 44 ♡ 45 ♡ 46 ♡ 47 ♡ 48 ♡ 49 ♡ 50 ♡ 51 ♡ 52 ♡ 53 ♡ 54 ♡ 55 ♡ 56 ♡ 57 ♡ 58 ♡ 59 ♡ 60 ♡ 61 ♡ 62 ♡ 63 ♡ 64 ♡ 65 ♡ 66 ♡ 67 ♡ 68 ♡ 69 ♡ 70 ♡ 71 ♡ 72 ♡ 73 74 

Não surpreende, mas abala

em 23 de abril de 2024


Amor?
O que diabos é amor.
É tudo falso amor.

Esse é mais um amontoado de sentimentos em forma de palavras de situações que já estou acostumada, mas que ainda sim, me abalam.


Tenho pensado muito na "Valéria amargurada" de anos atrás que não acreditava em amor. Pois é, acho que voltei a este degrau mais uma vez. E digo amor no sentido geral. Amor romântico, amor de amigos, amor de família, amor próprio. Acho que eu nunca acreditei em nada disso e todas as vezes que por algum motivo aparecia alguém ou alguma situação que fazia derreter um pouquinho o gelo do meu coração uma faísca se acendia na minha vida e meus olhos brilhavam na esperança de que sim esse tal amor existe. Mesmo com receio e cheia de armaduras me despi, todas as vezes, pra receber e principalmente dar esse amor. 


Porém em quase todas as vezes que me abri pra esse amor, acabei me decepcionando. Sempre acabei entendendo que sou uma pessoa difícil de ser amada, uma pessoa que não é digna de amor. Então por que acreditar no amor se é isso que as pessoas me fazem acreditar? Se toda pessoa que me fez me sentir amada também foi a pessoa que me fez me sentir a pior pessoa do mundo?


Quanto maior a intensidade, maior a queda. Talvez não valha a pena. 


Uma vez me contaram sobre a teoria do pêndulo: quanto mais feliz você fica, no momento em que o pêndulo vira, a tristeza será na mesma intensidade. Se você está apenas um pouco feliz, a velocidade do pêndulo será menor, então a tristeza será menor. 


Mas sempre vem o momento da decepção, da tristeza, do acabou tudo. Ontem éramos íntimos, sabíamos muito um sobre o outro. E hoje somos completamente estranhos. Eu nunca entendi isso. Parece tão fácil para as pessoas não se importarem. Pelo menos é o que eu sinto, que nunca se importaram comigo depois do adeus, enquanto eu passo dias, semanas, meses e anos lembrando daquela pessoa.


Por exemplo, fazem quase dois anos que meu namoro acabou e todos os dias me pego pensando em tudo aquilo, tentando entender o porquê tudo aconteceu. Não sinto culpa. Mas fico tentando entender. Ainda mais pela forma que tudo aconteceu. É difícil se amar quando apareceu alguém melhor que você. Tem horas que eu queria estar vivendo aquele relacionamento novamente, tem horas que eu queria que aquilo nunca tivesse existido. Fico me martirizando do porque até o momento não ter encontrado um novo amor, das poucas vezes que tentei algo, me frustrei, só pra variar um pouco... Mais uma vez volto para a minha adolescência quando todas as minhas amigas tinham seus 'namoradinhos' e eu mal tinha beijado. Volto a pensar que o problema sou eu. Será que sou feia, chata, burra, será que estou velha demais? Cada dia fica mas difícil acreditar que o amor existe.


Tenho pedido pra Deus tirar do meu coração o desejo de casar e ter filhos caso isso não seja da vontade Dele.  Não quero continuar sofrendo por algo que talvez nunca possa acontecer. Infelizmente os anos estão passando... Mas ao mesmo tempo peço pra Deus para que eu e minha mãe sejamos merecedoras, e que ela possa me ver entrar no altar e me ajudar a cuidar de um bebê. Seria incrível poder dividir esses momentos com ela. Mas sempre vem a dúvida, o amor existe mesmo pra isso possa acontecer na minha vida?


Outro exemplo são as amizades que perdi durante o caminho. Pessoas das quais eu amava e queria por perto. Amigos da escola, amigos do trabalho, amigos da vida, amigos dos rolês, amigos vizinhos... amigos que eram importantes pra mim, mas que preferiram não se esforçar mais pra nos vermos, pra manter uma relação, escolheram não se esforçar mais pra resolver possíveis maus entendidos. Não me culpo. Sei que sempre fui uma excelente amiga, óbvio que não sou perfeita, mas tenho plena consciência que sempre fiz o que pude para estar presente nos bons e maus momentos. Mas quase todos os dias me pego pensando em alguém que ficou pra trás. Inúmeras vezes já fui ao encontro desses, tentei me aproximar, mas são raras as vezes que sinto a pessoa disposta ao mesmo. Cada dia fica mas difícil acreditar que o amor existe.


Já tive muitos momentos em que me senti sem amigos, por isso sempre tento acolher quem se sente assim, porque já vivi na pele o que é isso. Já vivi situações de decepção, de fofoca, de falsidade, de pessoas que só estavam ao meu lado nos bons momentos, mas quando precisei se distanciaram. Isso já aconteceu inúmeras vezes. De tanto que já vivi isso, situações assim não me surpreendem, mas infelizmente ainda me abalam. É quase impossível confiar nas pessoas. Mas agradeço a Deus por nunca ter me deixado sozinha nesses momentos.


O amor de família é ainda mais complicado. Cresci num lar cheio de brigas e ainda vivo neste mesmo ambiente até os dias de hoje. Desejei muitas vezes que meus pais se separassem. Minha mãe é uma das pessoas mais traumatizadas e revoltadas que eu conheço, ela mesma sempre me disse que o amor era falso e mesmo assim sempre fez o maior esforço para demonstrar amor, do jeito dela... Lembro que quando era criança eu gostava de fazer massagem em suas costas, mas ela não gostava que encostasse nela, ela me dizia "eu não gosto que encostem em mim", eu não entendia, mas aos poucos fui insistindo e ela aos poucos foi deixando. Nos dias de hoje, sempre nos abraçamos. Talvez o amor possa ser isso né? Insistir em quem a gente sente que precisa de carinho. Mas aí vem a questão, será que alguém estaria disposto a insistir em mim? Tá todo mundo tão ocupado e pensando em si mesmo... O mundo é egoísta demais pra achar que isso possa existir. Todo mundo fala da falta que faz o amor de pai, e é verdade. Tenho milhares de histórias pra contar e demonstrar que o amor não existe neste sentido. Meu pai nunca foi e não é próximo dos filhos. Lembro de quando criança entregar aqueles presentinhos de dia dos pais à ele. Ele olhar por dois segundos e me devolver. Lembro dele falando para minha mãe que ia cobrar dinheiro dela por ele ter que ir me buscar na escola. Lembro dele falar "primeiro lugar eu, segundo lugar eu, terceiro lugar eu". Ele é uma das pessoas mais egoístas que eu conheço, só perde para o meu irmão mais velho. Se eu escutasse isso hoje sem dúvidas daria um sermão nele. Quando criança e adolescente eu não tinha coragem de retrucar meu pai ou defender minha mãe em uma briga, hoje eu falo, me meto, e ele sempre fica quieto quando estou falando. E nossa, isso são só detalhes perto do caos que é minha família. Cada dia fica mas difícil acreditar que o amor existe.


Tem momentos que me questiono: será que a vida é só isso mesmo? Decepção atrás de decepção, todo mundo correndo para seus compromissos sem nem respirar, dinheiro, concorrência, ignorância, falta de oportunidade, má educação, injustiça, golpes, pessoas maldosas. Cara, esses dias vi uma briga no ônibus e aquilo me fez tão mal, eu tive vontade de chorar, de voltar pra casa no mesmo instante, as pessoas pareciam bichos. Naquele momento eu percebi que é muito difícil ter esperança neste mundo. Cada dia fica mas difícil acreditar que o amor existe.


As pessoas falam "faça terapia e não sei mais o que"... Ok, eu entendo que isso possa ajudar. Na verdade, eu gosto de métodos mais complexos do que a TCC, que de fato não é a abordagem que eu gosto, eu não me identifico nada com esse método. Mas como eu aprendi em casa mesmo, a terapia não ajuda em MUITA coisa. Nós mesmos precisamos nos ajudar. Acho que por isso eu prefiro eu mesma resolver meus problemas, sem contar pra ninguém ou para o menor número de pessoas possíveis. Porque sempre vai ter alguém pra te julgar quando você só quer ser acolhida. "Ah, mas ajuda você a lidar melhor..." Cara, no meu ponto de vista o buraco é muito mais embaixo. Vai me ajudar a lidar com uma pessoa viciada em drogas? Vai me ajudar a lidar com decepções, briga no ônibus, desemprego, injustiça, falta de oportunidade, a encontrar um amor? Não! Eu não quero lidar com esses sentimentos e essas situações que são reais de forma mediana ou as vezes sim, eu só quero lidar com tudo isso de forma mediada e não ter que explicar minhas atitudes pra ninguém. Afinal, só eu sei o que eu sinto, só que eu sei as situações que eu vivo. E muitaaas coisas não depende só mim. Acho que acima de tudo é o que mais me causa frustração é isso, praticamente todas essas questões não dependem só de mim. Dependem muito das outras pessoas e isso eu não posso controlar. 


É muito fácil falar e julgar a maneira como você agiu em determinada situação, mas ninguém quer falar sobre o porque você agiu daquela maneira, o que você sentiu pra agir daquele jeito, o que o outro fez pra você, pra que você agisse assim. Ninguém liga para o sentimento alheio. É tudo sobre o seu próprio umbigo.


Como eu disse, esse post seria um amontoado de sentimentos em forma de palavras. Coisas que eu precisava desabafar. E sabe, não quero conselhos ou nada do tipo. É só um desabafo mesmo das decepções da vida que vão me endurecendo cada vez mais e me fazendo desacreditar ainda mais no amor. Tem aí coisas soltas, sem sentido... Mas eu só queria despejar tudo em palavras mesmo. É a maneira que sempre encontrei de me ajudar. Me faz bem. Inclusive me sinto até mais leve neste momento, após escrever tudo isso.


E pra não terminar de forma tão negativa, saibam que no fundinho do meu coração eu não quero voltar a ser a "Valéria amargurada", no fundinho ainda tem uma faísca, fraquinha fraquinha, na esperança de poder acender novamente para o amor e principalmente, na esperança de não se decepcionar novamente, ou ao menos, perceber, que ao se decepcionar, as pessoas se importam, que eu sou amada pelo jeitinho que eu sou, e que eu tenho com quem contar também nesses momentos.


Ainda tem uma faísca bem fraquinha aqui dentro, pois mesmo muitas vezes não querendo eu sinto amor pelas pessoas e sinto amor por muitas coisas. Talvez isso seja um sinal de que o amor talvez exista.


__________________________


Uma música que mexeu muito comigo nos últimos tempos e que diz tudo o que eu sempre senti é "Camadas" da banda Fresno.


"Quando eu falava em me matar
Eu só queria enterrar
O que eu achava de mim
Quando eu falava em amar
Eu só queria encontrar alguém igual a mim..."
© Hey I'm With The Band | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.